quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O VIGOR DE UMA PAIXÃO

Here With Me. 
Sozinha em meio à multidão. 
Esperando o momento mágico em que a primavera sopre a nosso favor, trazendo o  perfume das flores, e  seduzindo o meu corpo a viver essa tórrida e perigosa paixão. 
Revelando a mim e a você que somos incompletos adiando esse momento único. 
Isso é tão sufocante, e ao mesmo tempo  tão libertador, toda essa mistura de sentimentos.
 Adoraria sentir seu perfume, suas carícias. 
As sensações que  tenho  em meu corpo são libertadoras,  me trazem a felicidade de saber que sangue corre em minhas veias.  
É prazeroso. 
Sinto vida saindo em meus poros. 
Fico deslumbrada com as imagens vagando em minha mente. 
Me deixo satisfazer por estes devaneios  momentâneos e delirantes. 
Gosto de viver essa emoção perigosa, me sinto atraída por estes relacionamentos estranhos, e que tiram meus pés do chão.
  
Por que nós humanos temos predisposição à ir pelo lado mais perigoso?   Bem, às vezes eu me encontro pegando atalhos por certos caminhos... intenso, incomum,  situações que trazem um efeito alucinante . 
É como se meu corpo precisasse do efeito de uma  "droga". Como a adrenalina, naturalmente necessária em nossa rotina.
Temos necessidade de algo que traga um efeito alucinógeno em nossa vida.  
Aquilo que trás grandes emoções, como o choro, risos e alegrias. 
Não me preocupo se as pessoas vão me hostilizar, mas prefiro relacionamentos os quais eu posso mergulhar, ser eu mesma, ao invés de apenas molhar os pés. Não gosto de relações razoáveis, gosto de grandes emoções. 
Elas podem até trazer desconforto,  mas a vida não teria nenhum sentido se não existissem desafios.






Nenhum comentário:

Postar um comentário